Equipe

Glauco Melo

Direção de fotografia e Co-direção

Jornalista com trajetória no audiovisual há mais de 20 anos. Iniciou sua atuação com audiovisual aos 15 anos, e quando ingressou na faculdade de Comunicação Social buscou manter a relação com a fotografia. Atuou em coberturas de eventos da Escola de Música da UFPA e da própria UFPA. Estagiou na SEEL, cobrindo alguns eventos esportivos pelo Estado. Após formado, foi coordenador de comunicação por 11 anos de um grande grupo empresarial que atua em 10 estados brasileiros, o Grupo EBD. Lá escreveu e dirigiu alguns vídeos institucionais de alcance nacional. Após sair desta atuação, em 2017, passou a trabalhar mais fortemente com produção audiovisual de eventos culturais (shows e lives de bandas locais), entre os quais destaca o Circuito Mangueirosa, que teve como objetivo o resgate do carnaval de Belém, no qual integrou a equipe de comunicação desde a primeira edição. Esta é sua primeira atuação em curta-metragem, realizando um sonho. 

ALINE.png

Aline Paes

Produtora Executiva

Jornalista com quase 20 anos de experiência, com busca constante por aprimoramento, acompanhando as evoluções dos meios de comunicação. Boa parte de sua trajetória foi em emissoras de televisão (TV Cultura e Rede Record), atuando com gestão de equipes, produção jornalística e de transmissões ao vivo. Possui conhecimento de audiovisual por ser uma área que sempre lhe atraiu. Já atuou em agências de Comunicação (Partners Comunicação (MG) e Levant Comunicação (PA). Atualmente trabalha com comunicação digital, consultorias de estratégia de marca (na Libra Branding) e planejamento de projetos e comunicação. Tem experiência também com assessoria de imprensa, além de realizar palestras, oficinas e treinamentos em comunicação. Esta é sua primeira atuação com Produção Executiva.

MI.png

Ygor Negrão

Filmmaking e Fotografia

Fotógrafo e cinegrafista formado em Comunicação Social - Multimídia pela Faculdade ESTÁCIO. Já produziu, dentre vários projetos, clipes musicais de artistas como Lucas Estrela, Raidol e Jeff Moraes, além de atuar como fotógrafo documental em festivais como o Circuito Mangueirosa, Floresta Sonora e Palco Negro Autoral. Como profissional independente, trabalhou como fotógrafo e cinegrafista na IV COICA (Coordenadoria das Organizações Indígenas da Bacia Amazônica) e no projeto Telas em Movimento, 1° Festival de Cinemas das Periferias, em Belém/PA.

DOUGLAS.png

Brenda Paes

Assistente de Produção

JULIO.png

Graduada em Administração com ênfase em Marketing pelo CESUPA e pós-graduada em Marketing Digital pela PUC Minas, possui experiência nos segmentos de vendas, mercado, comunicação e marketing, atuando em empresas como Sebrae e Cyrela Brazil Realty. Atualmente é empreendedora na Melé Produções, onde atua na Direção de Comunicação Estratégica de Projetos Culturais, e está Diretora de Marketing do Açaí Valley. Além disso, desenvolve palestras e consultorias focadas em marketing digital e comunicação estratégica.

JOZIEL.png

Joziel Paz

Ilustração e Performance

21 anos, natural de Igarapé-Miri/PA, busca desde pequeno a expressão através das várias linguagens artísticas. 
Em 2019, ingressou no curso de Artes Visuais na UFPA, o que o levou ao autoreconhecimento como artista, preto, questionador do academicismo europeu, que em suas palavras "sempre desvalida o que ainda chamam de arte menor". 
Arte-educador em formação, Ilustrador, performer, dragqueen, artesão, poeta, maquiador; costureiro e estilista nos bastidores. Acima de tudo, um corpo negro em movimento.

CAROL.png
MARCELO-PESQUISADOR.png

Marcelo Gomes

Pesquisador

Bacharel em História pela Universidade Federal do Pará, já atuou como produtor no jornal Diário do Pará dos cadernos especiais Dr. Responde, Planeta Pará e Orgulho do Pará. Atua como pesquisador prestando serviço para editoras e produtoras de audiovisual.

Ismael Machado

Roteiro e Co-direção

Roteirista dos longas documentários ‘Soldados do Araguaia’, Giros Projetos Audiovisuais, selecionado na 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e 3º Lugar no Prêmio Nacional de Direitos Humanos 2017, categoria documentário e ‘Nazinha, Olhai por nós’, mesma produtora, selecionado na Mostra Cine Ceará 2020. Criador e roteirista da série documental ‘Ubuntu, a Partilha Quilombola’, vencedora do edital do Canal Futura 2017, em exibição no canal. Criador e roteirista da série documental ‘Marcadas’, exibida no CineBrasil TV em 2019. Diretor e roteirista do clipe ‘Casa Velha’, do músico paraense Pio Lobato, Natura Musical. Roteirista da série documental ‘Itinerâncias, uma jornada pelo Cineamazônia’, Canal Amazonsat, 2018. Integrante da equipe de roteiristas da série de ficção ‘Dissonantes’, vencedora do edital de desenvolvimento 2017, pela produtora baiana Toca de Reis. Integrou quatro núcleos criativos para desenvolvimento de roteiro.

Michelle Maia

Diretora de Produção

Produtora executiva do longa-documentário ‘Soldados do Araguaia’ (Giros Projetos Audiovisuais), selecionado na 41ª Mostra Internacional de São Paulo. Argumento e produção do longa documental ‘Nazinha, Olhai por Nós’, (Giros, 2019), finalista do Cineceará 2020. Produtora da série documental Marcadas (CinebrasilTV- Giros, 2018). Produtora no documentário "Coisa Maravilha - Mestre Vieira 50 anos de Guitarrada" e na gravação do CD e DVD "Mestre Vieira 50 anos de Guitarrada" gravado ao vivo no Theatro da Paz - lançamento em outubro de 2013. Produtora no Projeto: “30 Anos de Arte de P.P. Condurú”. Produtora na 2ª e 3ª edições da Mostra de Cinema e Direitos Humanos na América do Sul / Belém do Pará - 2007 e 2008. Diretora de Produção da série documental ‘Mad Scientists: cientistas que ninguém quis ouvir’, seleção Prodav 8, TVs Públicas, 2016.

Marcelo Filho

Áudio e Sound Design

Marcelo Filho tem 26 anos e atua como sound designer desde 2018 e é músico desde 2008. Seu trabalho gira em torno de compor comerciais, filmes, curtas com os efeitos audiovisuais, bem como trilha para VTs comerciais curtas e VTs animados. Formado em Sound Designer pela
Motion Design School, sediada em Nova York, iniciou no mercado de Sound Designer para Animação há 2 anos, seguindo a tendência de crescimento do mercado de Motion Design. Por ser uma área em franca expansão, a maior parte dos seus clientes e trabalhos vem do exterior, lhe trazendo larga experiência no mercado audiovisual, e também um conhecimento mais próximo de outras culturas."

Júlio Santos

Edição e Finalização

Bacharel em Rádio e Tv pela Universidade Bandeirante/SP, concluído em 2010 e atuando na área de edição de vídeo e comunicação visual desde 1998 e passando por diversos mercados nacionais, dentre eles: Direção de artes e assistente de direção do projeto televisivo Fora de Cena (FREMANTLE MEDIA) - São Paulo • SP / 2009; Direção de artes e assistente de direção do Programa Olga Bongiovanni (TV APARECIDA) - São Paulo • SP / 2009; Diretor de arte e criação da FMU TV (Tv on-line) da Universidade FMU - São Paulo • SP / 2010; Diretor de arte e Diretor de novos projetos televisivos e digital/web da TV CIDADE/RECORD - São Luís • MA / 2011; Direção do Programa Sua Cidade com Roberto Rocha (TV CIDADE/RECORD) - São Luís • MA / 2011-2012; Diretor de Pós-Produção e Arte da campanha do Senador Marcelo Crivella ao Governo – Rio de Janeiro • RJ. Monitoria, edição e Direção de Imagem do Programa Circuito Estácio (RedeTV/Estácio Pará) Belém – PA; Coordenador de produção de áudio visual do Portal Romanews.com.br – Belém – PA/2019 a 2020.

Carol Pabiq

Atriz

Carol Pabiq, ou Ananindeusa Afro-Ameríndia, iniciou sua carreira nas artes cênicas em 2005, quando ingressou na Cia. Atores Contemporâneos, dirigida por Miguel Santa Brígida. Foi da Cia. Brasileira de Cortejos, sendo também a Porta-Bandeira do Auto do Círio de 2007 a 2010. 

Atuou e modelou em campanhas publicitárias. No cinema, ganhou prêmio de melhor atriz no curta “Luz” (2010). Tem ainda passagens pelos palcos dos teatros, teatro de rua, dança, publicidade, cinema, literatura e performances. Carol Pabiq deu uma pausa na carreira de atriz, dançarina e performer por 10 anos, até que em 2015 iniciou o projeto Ananindeusa Afro-Ameríndia, uma pesquisa poético-literária e musical de memória e discursiva de produção e criação artístico-cultural feminina e negra, amazônida e brasileira. Em 2021, Carol Pabiq voltou a atuar no cinema em um curta-metragem que homenageia uma das mulheres mais respeitadas e admiradas do Pará, e do mundo, interpretando Zélia Amador de Deus no documentário “Amador Zélia”.